O Jornal

Teatro Biriba: mais de 50 anos de história

O palhaço mais aclamado da região volta a Concórdia para mais uma temporada de entretenimento para toda família

Teatro Biriba:  mais  de 50 anos de história

No início do século passado uma criança que perdeu os pais muito cedo se juntou a um circo que passava por uma cidade interiorana paulista. Esse poderia ser o começo de uma daquelas histórias fictícias de algum filme que já vimos por aí, mas é o começo de uma história real e que faz parte do imaginário concordiense. Assim começa a história do Biriba, o palhaço que já marcou muitas gerações em Concórdia e que desde a década de 1970 segue trazendo diversão para toda a família.

O fundador do Teatro Biriba, Geraldo Passos, era aquela criança órfã, ele cresceu no meio circense e vivia da arte e cultura no centro paulistano nas décadas de 1930 e 1940. Quando largou do circo e entrou em uma companhia de teatro itinerante, em uma das viagens ao Sul do Brasil conheceu a esposa Suzi, que também se juntou ao teatro onde construiu uma família, uma vida e uma profissão.

O casal seguiu trabalhando na Companhia até 1969, quando o dono decidiu encerrar as atividades. Mas Geraldo e Suzi não desistiram do Teatro, entraram em um acordo para arrendar a estrutura do antigo chefe e continuaram a realizar as apresentações itinerantes.

Assim nasceu o Teatro Biriba, que ano após ano foi conquistando o público da região Sul e se tornou parte do imaginário e da cultura local. Na época, a companhia de teatro apresentava peças dos mais variados gêneros, de dramas à comédias, e atraía grandes públicos em cada cidade que passava. Em Concórdia, desde então, foram realizadas pelo menos 7 temporadas, duas na década de 70, uma na década de 80, uma na década de 90 e depois em 2001, 2018 e agora em 2024.
Por mais de duas décadas Geraldo Passos interpretou o icônico palhaço Biriba. Em 1991, após completar uma temporada em Concórdia, o artista sofreu um derrame (AVC)e acabou falecendo.

A família decidiu manter a tradição viva, assim o neto mais velho de Geraldo, Adriano, assumiu o personagem do palhaço Biriba para que o show não parasse. Com a ajuda da avó e dos pais, Adriano, que ainda era inexperiente, começou a pegar jeito e gosto pelo negócio e assim mantém o legado do avô até os dias atuais.

Tradição e Inovação

Com mais de 50 anos de história, a família compreendeu a receita para o sucesso, mantendo os elementos tradicionais do Teatro Biriba, mas sempre inovando e se adaptando ao mundo contemporâneo. Adriano relata que no início as peças que mais faziam sucesso eram os dramas, mas com o tempo foram as comédias que começaram a lotar os shows e atualmente é o gênero que caracteriza o Teatro do Biribinha.

As peças também trazem elementos atuais para que a plateia encontre identificação com o enredo. A inspiração vem dos filmes e séries de sucesso, como é o exemplo da paródia Biribinha em: La Casa de Papel e Biribinha contra Annabelle. Os virais e memes da internet também ganharam espaço nas apresentações e arrancam gargalhadas do público. Adriano explica que a dinâmica das peças também mudou, assim como memes nascem e morrem em questão de dias, os roteiros também precisam acompanhar o timing quase frenético das redes sociais para não ficar desatualizado.

Marcando Gerações

Em mais de 50 anos viajando e se apresentando nas cidades de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o Teatro Biriba marcou gerações. Segundo Adriano é muito comum ver pais e avós que conheceram o Biriba nas décadas de 70, 80 e 90 que atualmente levam os filhos e netos para que eles também conheçam a alegria e a magia do circo teatro.

Biribinha em Concórdia

O Teatro Biribinha está montado no Parque de Exposições com apresentações todos os dias até o final de janeiro, com peças para a família inteira se divertir.

Por Rhayana Cordeiro/OJ

Veja Também

Confira as matérias que foram destaque